Vai trocar de colchão? Saiba como fazer para não sofrer com a mudança.

colchão novo

Se você está pensando em trocar seu colchão, em primeiro lugar, tenha em mente que no momento da troca, você deve estar atento a detalhes importantes e que serão imprescindíveis para que encontre a superfície ideal:

Pesquise antes de comprar – descubra qual o tipo e colchão ou sistema de dormir ideal para o seu biotipo. Identifique o nível de conforto que espera e conheça os materiais com que é fabricado.

Experimente sempre – faça o testdrive do colchão. Esta é uma das coisas mais necessárias antes de comprá-lo. Gaste seu tempo experimentando para não gastar seu dinheiro à toa. A regra é no mínimo 10 minutos em cada posição, esse é o tempo que o corpo leva para identificar o nível de conforto da superfície.

Saiba qual a procedência – saber um pouco sobre a marca e o fabricante do colchão também será útil no momento da decisão. Saber de onde veio o produto e como é desenvolvido é importante.

Depois de traçar o perfil, experimentar e decidir, você finalmente pode levar para casa seu novo companheiro de sono. E a primeira noite no novo colchão ninguém esquece.

Saiba que é comum sentir a diferença da superfície antiga para a nova, por muitos motivos. Mas como perceber os benefícios do novo colchão ou sistema de dormir?

Tenha paciência

Algumas pessoas conseguem relaxar e usufruir dos benefícios do novo sistema de dormir desde a primeira noite. Mas a maioria leva de 15 a 60 noites para perceber os benefícios da nova superfície.

Algumas pessoas queixam-se de que não conseguem dormir bem, viram-se muito para procurar uma posição adequada, acordam várias vezes durante a noite. Porém, é preciso paciência durante este período e acima de tudo confiança na marca e na sua escolha.

Um colchão com suporte e conforto dinâmico sobre uma base spring – formando um sistema de dormir – responde de forma personalizada a biotipos distintos, por isso, opte por esses modelos na hora da troca.

Memória corporal

O corpo tem memória! Muitas das impressões que o corpo adquiriu com o antigo colchão vão desaparecendo com o tempo e é normal sentir algum tipo de desconforto em relação à nova superfície de repouso, mas não quer dizer que o novo colchão tenha algum problema.

Pode levar algum tempo para que possamos perceber os benefícios daquele colchão ou sistema de dormir que acabamos de adquirir. Dê tempo ao tempo, não queira trocar o novo colchão só porque está sentindo dores nas costas ao invés de estar relaxado.

A força do hábito

É importante considerar que, pelo tempo de uso, ficamos habituados à superfície anterior e mesmo que ela já não estivesse adequada quanto ao suporte e conforto, a tendência, pela força do hábito, é dizer que gostávamos mais daquele colchão “velho”. Na verdade, temos que trocar este “eu gosto” por “estou habituado”. Além do nível de conforto, o colchão antigo tinha o nosso “cheiro”. Compreender este processo é um passo importante para não sofrer com a mudança.

Dê uma chance ao novo companheiro

Passamos um bom tempo deitados dormindo e o corpo vai aderindo ao suporte e conforto que o colchão oferece. Sendo assim, um novo colchão pode possuir características e benefícios diferentes – e quase sempre os possui – do que você estava acostumado a ter em suas noites de sono.

Para não sofrer com a troca, pense sempre em fazer uma boa aquisição. Informe-se, experimente sem medo, converse com quem entende, confie na marca. Saiba que seu corpo precisa “esquecer” a superfície anterior, então é só uma questão de tempo!

A Maxflex, líder nacional em desenvolvimento, fabricação e comercialização de sistemas de dormir, faz questão de que seus clientes façam a melhor escolha, por isso temos o cuidado de informá-los sobre os benefícios, características e o impacto da superfície de repouso sobre a qualidade do sono.

Encontre a loja Maxflex mais próxima, conheça nossos modelos, converse com nossos especialistas do sono e opte pela qualidade e conforto de nossos produtos.